Parecer sobre Exame MACS 1.ª fase 2018

.

A Sociedade Portuguesa de Matemática considera que a prova de Matemática Aplicada às Ciências Sociais (MACS) está de acordo com os objetivos da disciplina, cobre adequadamente os conteúdos do programa e não contém incorreções. Considera ainda que o nível global de exigência do presente exame é ligeiramente superior ao do exame da 1.ª fase do ano letivo anterior.


É de notar que, pela primeira vez, é abordado diretamente o Teorema do Limite Central e de forma interessante dado que este item não se apresenta numa pergunta de resposta imediata.


Surge também pela primeira vez o conteúdo percentis numa questão em que é necessário a sua devida interpretação uma vez que o conceito é definido na própria questão.


As questões estão formuladas de forma clara embora no item 5, a alternativa 2 pudesse estar explicada de forma mais clara, por exemplo, exemplificando para um caso concreto todo o processo de compra e venda. Para além disso, consideramos que deveria estar indicado que, em cada ano, a relação entre as grandezas unidades de UP e valor em euros é de proporcionalidade direta. Ou seja, em vez da frase “Nesta modalidade de investimento, por exemplo, se uma UP tiver o valor de 12 euros, com 120 euros podem comprar-se 10 UP”, deveria estar “Nesta modalidade de investimento, a relação, em cada ano, entre as unidades de UP e o valor em euros é de proporcionalidade direta, ou seja, por exemplo, se uma UP tiver o valor de 12 euros, com 120 euros podem comprar-se 10 UP”.


Em resumo, nesta prova regista-se um salto qualitativo relativamente ao nível de complexidade e abrangência dos conteúdos testados sem que se tivesse colocado em causa a adequação da extensão.

Publicado/editado: 26/06/2018