Karen Uhlenbeck é a primeira mulher a conquistar o Prémio Abel

.

Academia Norueguesa de Ciências e Letras atribuiu esta terça-feira, 19 de março, o Prémio Abel a Karen Keskulla Uhlenbeck. Pela primeira vez o galardão, equivalente ao Nobel da Matemática, foi conquistado por uma mulher. A americana de 76 anos é especialista em equações às derivadas parciais e desde criança que sonhava ser cientista.

De acordo com declarações do presidente da comissão Abel, Hans Munthe-Kaas, Karen Uhlenbeck recebe o Prémio Abel 2019 pelo seu trabalho fundamental em análise geométrica e teoria de calibre, que transformou dramaticamente o cenário matemático.  Afirmou ainda que “as suas teorias revolucionaram a nossa compreensão de superfícies mínimas, como a formada por bolhas de sabão, e problemas de minimização gerais em dimensões mais altas”.

Natural de Cleveland, Karen K. Uhlenbeck foi professora da Universidade do Texas, em Austin, até 2014. Hoje, além de um modelo a seguir, é também uma forte defensora da igualdade de género na ciência e na matemática. Uhlenbeck é professora visitante na Universidade de Princeton e professora associada do Instituto de Estudos Avançados (IAS) dos Estados Unidos. É ainda uma das fundadoras do Instituto de Matemática Park City (PCMI) no IAS, que visa formar jovens investigadores e promover a compreensão mútua dos interesses e dos desafios na matemática.

Ela também é co-fundadora do Programa Women and Mathematics (WAM)  do mesmo Instituto, criado em 1993, para recrutar e habilitar mulheres para liderar na investigação matemática em todas as etapas das suas carreiras académicas.

Quando Karen K. Uhlenbeck apresentou uma sessão Plenária no Congresso Internacional de Matemáticos (ICM) em Kyoto, no Japão, em 1990, tornou-se na segunda mulher na história a fazê-lo. A primeira foi Emmy Noether em 1932.  

Para Jim Al-Khalili, da Royal Society Fellow, “o reconhecimento pelo seu trabalho deveria ter sido muito maior, pois o seu trabalho levou a alguns dos avanços mais importantes da matemática nos últimos 40 anos. ”

O Prémio Abel será entregue numa cerimónia oficial em Oslo, no dia 21 de maio, pelo rei da Noruega, Harald V. A matemática receberá perto 620 mil euros.

Publicado/editado: 19/03/2019