Liberdade ou morte!

.

Por Jorge Nuno Silva

 

Na cadeia de Canta-canta há 23 prisioneiros. Acontece que o Diretor de Canta-canta tem um sentido de humor peculiar. Um dia, convoca todos os presos e diz-lhes:

“Amanhã de madrugada, enquanto ainda estiver escuro, em cada um de vocês vai ser colocado um chapéu. Ninguém vê o chapéu que lhe toca. Há chapéus de 13 cores (e mostra exemplares de cada uma). Pelo alvorecer, sereis colocados em linha, de forma a que um prisioneiro veja todos os outros (o último da linha), outro veja todos menos um (o penúltimo), e assim sucessivamente. Por ordem, começando pelo último, cada um grita o nome da cor que pensa ser a do seu chapéu. No fim deste processo, o Diretor anuncia os resultados. Quem acertar sai livre, quem falhar fica na cadeia. Podeis conversar entre vós agora, até à hora de recolher.”

Pouco depois, os prisioneiros combinavam um jogo de futebol para o dia seguinte, no campo da terra mais próxima. Um deles chegou a avançar que talvez fosse preciso arranjar um árbitro, ao que outro respondeu que talvez não.

Qual foi a conclusão a que chegaram os condenados no seu pow-wow?

 

A picture containing diagramDescription automatically generated

Na cadeia de São Quentinho, o Diretor tinha vocação aritmética. Assim, propôs um jogo diferente aos seus dez hóspedes forçados. Na testa de cada um, explicou-lhes, seria colocado (à sorte) um dígito (um número de 0 a 9), visível a todos os outros, mas não ao próprio. Pode dar-se o caso de vários presos terem o mesmo número na testa. Cada um deverá então escrever num papelinho um palpite sobre o número que lhe pode ter calhado. Se pelo um preso acertar no seu dígito, os dez saem em liberdade, caso contrário, permanecem em São Quentinho. Os presos podem conversar entre si antes de o jogo fatal ter lugar. No final desta reunião, o Diretor ouviu os prisioneiros combinarem um jogo de basquete no pavilhão da localidade mais próxima, para o dia seguinte.

De novo, o que se passou nessa conversa?...

A picture containing whiteboard, textDescription automatically generated

 

O autor poderá ser contactado através do e-mail jnsilva@cal.berkeley.edu
Publicado/editado: 03/05/2022